Silnei Melos da Silva

Endereço:

Santa Rosa do Sul, Santa Catarina 88.965-000
Brasil

Descrição

Na medida em que o jovem município de Santa Rosa do Sul avança em suas experiências administrativas, novas Lideranças Políticas são descobertas pelo eleitor. O ideal de crescimento sustentável, a valorização do empresário e do agricultor, uma estratégia enfim que arremesse as peças certas para dentro da maquete de desenvolvimento e aproveite o melhor do talento e do esforço coletivo da cidade; são algumas das ponderações do jovem parlamentar Silnei Melos da Silva com assento pela segunda legislatura consecutiva junto à Casa das Leis de Santa Rosa do Sul.

Como reflexo natural de uma média cultural e educacional do povo os políticos são escolhidos e em sua fase de vida atual Silnei se sente gratificado por ter sua mensagem política bem compreendida por seu eleitorado.

Nascido a 19 de dezembro de 1971, filho do senhor João da Silva e senhora Terezinha Melos da Silva, Silnei Melos relata com orgulho aos nossos repórteres que foi escolhido por uma parcela da população que valoriza o político por suas ações e não pelo investimento financeiro que alguns fazem em suas campanhas.

Ao iniciarmos a narrativa de sua história temos a impressão de estarmos diante de uma pessoa que definiu bem suas metas de vida e logo ao ser matriculado para inicio de seu currículo estudantil no Colégio Estadual João dos Santos Areão, parece ter deixado claro a seus que sua maior paixão “a Educação” seria seu maior legado.

Após a conclusão do ginásio ainda pelo mesmo educandário, resolve matricular-se no segundo grau de Magistério pelo Colégio Estadual Catulo da Paixão Cearense do município de Sombrio. Em resposta à sua afirmação positiva no campo educacional, recebeu todo apoio familiar e seguiu seu objetivo de vida, vindo iniciar vida universitária e formar-se em Fisioterapia pela Universidade FEEVALE de Novo Hamburgo – RS. Em conseqüência e continuidade em reforçar sua estrutura profissional faz pós-graduação em Educação Especial.

Seu primeiro trabalhou se deu exatamente em sua área de atuação profissional, no período compreendido entre 1994 a 2000, portanto durante seis anos consecutivos, como Professor de Educação Física, Sociologia e Filosofia pelo Colégio Estadual João dos Santos Areão. É interessante que se registre que ele foi o primeiro professor de Educação Física do Município de Santa Rosa do Sul.

Silnei ficou sabendo através de sua prima que reside em Porto Alegre da vaga aberta em Torres para ocupar um cargo junto à APAE e se candidatou para preenchê-la e veio ser contratado para lá desenvolver um trabalho de neurociência.

Seu ingresso se deu em meados do ano 2000 e até o presente se mantém estabilizado em sua área. Avaliação, prescrição de tratamento, orientação aos pais e encaminhamento das crianças com problemas neuromusculares são alguma de suas atribuições junto àquele educandário especial.

Para se ter conhecimento dos motivos que o levaram ao gosto pela vida pública; tivemos informações de sua liderança marcante em período estudantil, colocando-se à frente das questões estudantis bastante objetivamente como líder de classe.

Outras manifestações aproxima-ram-no definitivamente da população da cidade como, por exemplo, quando esteve junto ao Centro de Tradições Gaúchas Unidos do Sul; coordenando os grupos de dança e participando ativamente das invernadas artísticas. É também um incentivador do esporte e na qualidade de membro da Diretoria e atleta da Sociedade Esportiva e Recreativa Cruzeiro de Santa Rosa do Sul, levou a equipe a ser quatro vezes campeã da liga municipal.

Ainda como esportista integrou a seleção da AMESC – Associação dos Municípios do Extremo Sul Catarinense sendo campeão juntamente com a equipe no primeiro ano em que se verificou a competição. Foi membro da APP do Colégio Estadual João dos Santos, destacando desta sua fase o apoio para o desenvolvimento da fanfarra da escola em suas apresentações festivas, sendo seu orientador por muitos anos. Também registrou presença no Coral da Paróquia Santa Rosa de Lima.

Mas, foram seus trabalhos junto à organização da juventude política denominado de Movimento Jovem, que, como líder do grupo de jovens no ano de 2000 começou a ser notado como uma liderança emergente. Seus trabalhos foram desenvolvidos como apoio do então prefeito Nelmo Emerim do PPB e foram muito elogiados. Ao cabo de pouco mais de um ano resolveu, por iniciativa própria preencher e assinar sua ficha de inscrição junto à executiva municipal do PPB com real interesse em lançar seu nome a uma vaga junto ao legislativo da cidade.

No ano de 2004 topou o desafio das urnas. O forte de sua campanha foram os comícios e seu desempenho de orador sobre os palanques. Sem dúvida sua oratória fez a diferença e com um bom discurso dirigido principalmente aos jovens tornou sua campanha possível e vitoriosa. Na oportunidade consignou 233 votos, meta brilhantemente atingida, se considerarmos o fato de seu baixo investimento financeiro declarado em campanha. Em 2008, sem alterar em uma única vírgula sua estratégia de campanha, foi buscar e confirmar sua reeleição, perfazendo desta vez a quantidade de 236.

Em seu primeiro mandato foi convidado para integrar como Relator, a Comissão Especial de Revisão da Lei Orgânica Municipal. Os destaques de seus feitos no primeiro mandato foram a apresentação de três projetos, aprovados pelos seus colegas parlamentares: o primeiro na área da Saúde “Semana Municipal de Prevenção de Deficiência”, “Projeto Contra o Nepotismo” e o terceiro na área social o “Projeto Jovem Vereador” projetos que devem ser implantados ainda nesta legislatura. Neste segundo mandato tem como importante feito de relevância a intitulada “Marcha dos Prefeitos para Brasília” no ano de 2010, na qual conseguiu uma subvenção na ordem de R$117.000,00; verba que será usada para a pavimentação da Rua José Emerim, emenda parlamentar conseguida através do Deputado Pizzolato.

Sua caminhada política está longe do final. Essa jovem promessa do município de Santa Rosa do Sul através de sua capacidade e percepção empresarial ainda haverá de proporcionar fatos políticos relevantes que por suposto suplantaram o término de seu segundo mandato.