Nilso Bortolatto

Endereço:

Cocal do Sul, Santa Catarina 88.845-000
Brasil
fone:
ver fone(48) 9984-0156

Descrição

O Homem Político que se sobressai para constituir seu espaço confinante às mais importantes LIDERANÇAS POLÍTICAS de sua cidade, estado ou país; pode até não entender de momento, mas atrai para si uma gama de atribuições como: responsabilidade, agilidade na ação e até mesmo esperanças das quais ele própria nem imagina. Esperanças que o povo deposita em seu dorso e que deseja vê-las concretizadas.

Miscigenação de povos de diferentes pátrias formou o conjunto étnico da região sul catarinense. As primeiras famílias chegariam àquela região, hoje denominada Cocal do Sul por volta de 1880 e deixariam herdeiros cujo legado seria o desenvolvimento com cidadania de uma cidade recentemente emancipada.

É provável que todas essas questões passem pela cabeça dos candidatos meses antes de uma eleição, mas com certeza depois do resultado virá a constatação de que após eleito seu desejo é só cumprir o programa divulgado em campanha eleitoral. Temos certeza de que esse foi o intuito de Nilso Bortolatto prefeito eleito para a gestão 2009 a 2012; juntamente com o companheiro de chapa Valdemar José Betiol.

Bortolatto que é natural da cidade, nasceu a 16 de dezembro de 1956, concepção de seus progenitores o senhor e senhora Rosalino e Silvina Fontanela Bortolatto. A 25 de julho de 1976 realiza um dos mais importantes sonhos humanos e se une pelos sagrados laços matrimoniais a Maria Rosana Saccon e com ela germinou importantes sementes: Itamir e Helton seus filhos.

É natural que o primeiro legado de seus pais em relação à sua pessoa foi a inclusão educacional que começou na Escola Estadual de Cocal do Sul – na localidade de Rio Galo – e posteriormente viria concluir o colegial no município sede da AMREC – Associação Municipal da Região Carbonífera – Criciúma.

Sua folha profissional tem início em 1977 quando ingressou na empresa de Cerâmica Eliane e lá permaneceu até 1992 mais especificamente junto ao setor de transportes. Naquele ano, por medidas de contensões de despesas a empresa resolveu terceirizar o setor e Nilso Bortolatto conti-nuou prestando serviços à companhia. Nilso sempre foi pessoa popular e simples e invariavelmente era chamado a constituir associações sem fins lucrativos para beneficiar a comunidade. Presidiu por muitos anos a CAEP – que é o Centro de Coordenação da Igreja Católica da localidade de Rio Comprudente. Foi vice-presidente da Associação Atlética Cocal do Sul e com muita competência presidiu ainda a Copetrasul – Cooperativa de Transportes - no período compreendido entre 2006 a 2007.

Sua iniciação à vida pública deu-se factualmente em 1990, quando a convite de Nestor de Noni – à época, presidente do Partido Liberal, veio ingressar em suas fileiras.

Em função de discordar da filosofia partidária do PL, vai ingressar em 1995 no PFL, convidado por José Alves Furlan. Pela mesma razão e atendendo ao pedido do Deputado Estadual Clésio Salvaro vai defi-nitivamente para o PSDB.

Sua primeira aferição eleitoral foi no ano de 1996, quando concorreu para Vereador e conseguiu uma boa colocação sendo o primeiro suplente do partido. Mas no ano 2000 não ficaria no quase e veio eleger-se Vereador para ocupar um espaço junto à Câmara Municipal para a gestão 2001/2004.

Muitas foram suas realizações naquele período eleitoral e destacamos princi-palmente reivindicações antigas da comu-nidade, por ele conseguidas como por exemplo: Alteração de Itinerário da Linha Municipal de Transportes que atendia somente aos moradores das áreas centrais e hoje se estende a inúmeros bairros amplia-ndo o benefício da população. Fato relevante também é a construção da rodovia municipal que une as localidades de Rio Comprudente a Linha Mazon trazendo uma redução de distância na ordem de 8 quilômetros; minimi-zando problemas da população que preci-savam utilizar outro percurso mais longo. Conseguiu ainda uma viatura para atender a área de saúde através de Clésio Salvaro, à época Deputado Estadual.

Nas eleições de 2004 e então como candidato à vice-prefeito tem juntamente com o companheiro de chapa uma resposta popular bastante expressiva através de 5508 votos colocando-os no comando da Prefe-itura. Na eventualidade o prefeito municipal seria cassado e como manda o regimento eleitoral, deve assumir o cargo o Vice-Prefeito; fato que realmente ocorreu e de dezembro de 2006 a agosto de 2008; passou a ser o Prefeito Municipal de Cocal do Sul.

Nas eleições de 2008 – muito em função daquilo que produziu como prefeito no pleito anterior – vem eleger-se prefeito municipal respaldado por forte votação popular para uma gestão que compreende o período de 2009 a 2012.