João Manoel Fernandes (In Memorian)

Endereço:

Ermo, Santa Catarina 88.935-000
Brasil

Descrição

Fez parte da bancada do PMDB representando seus eleitores na Câmara Municipal da cidade de Ermo. Filiou-se ao partido desde sua fundação a nível municipal e no ano de 1982 teve sua primeira participação num pleito eleitoral pelo município de Turvo. Na ocasião esteve um pouco aquém do número de votos necessários para investir-se do cargo de vereador; entretanto foi uma ótima experiência da qual se aproveitaria futuramente. Afinal o objetivo maior era auxiliar a agremiação política que o acolhera em seus quadros. Além do mais perfilou a Executiva do Partido a nível Municipal por muitos anos.

Por seu trabalho constante na comunidade onde vive com sua família foi convidado a figurar numa lista de candidatos do PMDB para correr às eleições do ano de 2004, naquela que seria a terceira legislatura do recém emancipado município do Ermo. Teve muito incentivo por parte do ex-prefeito Altamiro Schmidt. Realizou uma campanha simples sem grandes despesas, apenas contando com o reconhecimento dos seus amigos e concidadãos. Ao final do período de campanha chega o momento da apuração e da totalidade de urnas contabiliza 129 sufrágios suficientes não somente para elegê-lo como representante do Povo na Casa das Leis como também o colocando com a oitava posição no ranking dos mais bem votados das eleições, para o mandato compreendido entre 2005 a 2008.

Imbuído de suas atribuições como vereador reivindicou pela Saúde, prioridade das prioridades como dizia. Nunca se olvidando da vocação do município fez da Agricultura seu baluarte de reivindicações por causa das inúmeras necessidades que a gente da terra tem para poderem escoar seus produtos. Opinou ecologicamente correto quando pleiteou a construção de um reservatório d’água para o bairro de Santana extremamente preocupado com as nascentes mais importantes da região. Passou todo seu período como vereador exigindo o comprometimento da Administração para com o lugar.

O filho de Manoel José Fernandes e de dona Deolinda Martins Fernandes, nascido a 02 de outubro de 1959; veio lamentavelmente passar desta para unir-se em lugar melhor junto a seus progenitores no dia (+).

Como em todas as famílias naturalmente radicadas ao setor primário na agricultura, João Manoel acostumou-se com as duras lidas da lavoura desde pequeno, logicamente iniciando com as pequenas tarefas até atingir a maturidade profissional de sua vida. Aos dez anos sofre uma perda irreparável era o pai que deixava esta vida e na oportunidade viu sua responsabilidade ser aumentada perante as obrigações da casa cuja mãe teve que dar conta da criação de onze filhos. O cultivo da mandioca, milho, arroz, fumo e produção de farinha fizeram com que pudessem evoluir dentro do setor vindo inclusive adquirir mais terras. A principal cultura nessas terras no momento é o arroz, uma tradição regional. Os Fernandes foram pioneiros no cultivo do arroz orgânico. Outra forma de renda interessante é a terceirização da criação de pintos para empresa de porte da região.

João Manoel Fernandes deixou viúva dona Neuza Acordi Fernandes, com que se casara em 28 de abril de 1984 e três filhos: Josiel, Josiane e Jones.

Entre suas atividades institucionais pela região destaca-se a Presidência da COOTIL – Cooperativa de Irrigação de Águas no período compreendido entre 1994 e 1998. Foi membro muito ativo do Sindicato dos Trabalhadores Rurais com sede em Turvo, do qual foi Vice Presidente por um período e membro do Conselho Regional de Agricultura. Ainda perfilou junto à Diretoria da SICOOB como membro do Conselho Fiscal; do comitê da COOPERSULCA – Cooperativa Sul Catarinense e membro do Conselho do EPAGRI. Outras atividades não remuneradas exerceu pelo bem de seus concidadãos como Presidente do Cemitério de Santana, massagista e fisioterapeuta e ainda como Agente de Saúde Animal voluntariamente.