Ademar Bertan

Endereço:
Rua Vitório Pellegrim, 14
Centro
Morro da Fumaça, Santa Catarina 88.830-000
Brasil
fone:
ver fone(48) 3434-1074

Descrição

O grau de importância de um município em sua região se mede através de seu desenvolvimento econômico e através da representatividade de suas LIDERANÇAS.

Pode-se afirmar sem cometer nenhum exagero que Morro da Fumaça tem dado importante colaboração nos dois segmentos com um parque industrial bem organizado e próspero e filhos nobres que valorizam cada metro quadrado de sua terra natal.

Ademar Bertan um deles, nascido a 16 de maio de 1953 é exemplo de bom filho, orgulhando sobremaneira seus progenitores o senhor e senhora Quintino e Helena Daniel Bertan que tiveram a honrosa tarefa de passar educação e princípios a seus filhos. Bertan é casado com Maria do Carmo Zaccaron Bertan com quem divide satisfatoriamente a responsabilidade herdada dos pais de educar e inserir bons princípios em seus dois filhos: Larissa e Lucas.

Com muita inteligência e determinação aceitou sua iniciação educacional no ensino fundamental junto a Escola Mista Estadual Linha Barracão de Morro da Fumaça. Logo a seguir conclui o curso no Colégio Estadual Princesa Isabel na mesma cidade e deu continuidade sem pestanejar naquele caminho ingressando na Escola Técnica do Comércio na cidade de Criciúma.

Mas o destino já havia sido traçado já na adolescência e ser um advogado era um plano antigo em sua cabeça e isso o leva inevitavelmente à Itajaí para – depois de ingressar – concluir o curso de Bacharel em Direito pela UNIVALE – Universidade de Itajaí.

Seu universo paralelo fez-se com um natural engajamento com a comunidade e desde a juventude deu importante colaboração em diversas instituições como, por exemplo, presidindo a Comissão do EMOBRESC – Encontro de Mobral de Santa Catarina em 1974.

Mas visto de cima o cenário sempre é mais bonito do que in loco. Sua vida não foi muito fácil porque a despeito de ter vivido com seus pais até os 25 anos de idade teve de prestar ajuda aos progenitores no setor agrícola.

Só saiu do setor deixando seus pais aos para ingressar no conceituado pré-vestibular denominado Bardal. Em 1980 vai prestar vestibular em São Leopoldo na Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Em 1982 muda totalmente o curso morando indo morar em Florianópolis enquanto estudava na UNIVALE.

Antes porém de ir ao encontro de seus objetivos políticos destacam-se sua formatura como Bacharel em Direito; passa pelos exames de admissão para a OAB e mantém suas atividades como funcionário da Assembléia Legislativa desde 1982 quando assumiu como candidato concursado.

Havia um forte clamor interno que o puxava para a vida pública e isso fica bem claro em 1982 quando resolveu candidatar-se para uma cadeira junto ao legislativo de seu município natal. Sua inspiração e identidade genética com a política remontam ao histórico familiar onde três primos por parte de mãe foram prefeitos da cidade sucessivamente nos anos 60, 80 e 2004; Getúlio Pagnan, Augusto Cesar Cancelier e Valdemar Saccon consecutivamente.

Assim sendo veio filiar-se ao PDS em 1982 a convite de Jorge Silva que na ocasião era prefeito da cidade e o convidou para fundar o partido. Na evolução dos fatos políticos e nas alternâncias de nomes de siglas, Ademar sempre seguiu com naturalidade indo para o PPR, logo a seguir ingressou no PFL, PPS e finalmente PSDB.

Naquele ano dourado e importante em sendo candidato pela primeira vez vindo seu nome à tona junto à convenção do partido, obtém 240 votos nas eleições municipais elegendo-se vereador.

Na eleição subseqüente – 1988 – ainda pelo PDS, vem eleger-se mais uma vez aumentando desta feita o número de sufrágios para 345, uma excelente marca para sua segunda eleição. Em 1992 a disputa foi mais acirrada, mas ainda assim se elege com 327 votos. Entretanto seu desempenho viria superar as expectativas na eleição seguinte, quando concorrendo pelo PFL elege-se vereador pela quarta vez com 401 votos. Porém este não foi seu melhor desempenho, porque nas eleições de 2000, buscando seu espaço pelo PPS se elegeria pela quinta vez com a impressionante quantidade de 412 votos, uma verdadeira consagração; entretanto nem este seria seu melhor resultado.

Isso viria ocorrer em 2008 pela legenda do PSDB com a impressionante marca de 490 sufrágios naquele pleito colocando-o numa lista privilegiada de vereadores do município que se evidenciaram pela popularidade.

Uma curiosidade a registrar no ano 2001 é que pela quantidade de dez dias se tornou prefeito do município por contingências que ocuparam tanto prefeito e vice - prefeito em outros compromissos e ele, na qualidade de Presidente da Câmara Municipal assume por prazo definido.

Durante toda sua vida esteve sempre presente aos eventos sociais e comunitários da cidade de Morro da Fumaça com participações marcantes como, por exemplo junto ao Grupo de Jovens. Na qualidade de vice-presidente da Associação Terno de Reis São Sebastião e atualmente preside a Associazione Trevisani Nel Mondo de Morro da Fumaça.

É importante frisar sua participação ativa em todas os diferentes cargos junto à mesa diretora da Câmara Municipal em todo seu currículo como edil morro fumacense.